A história Universal de Tadeu e Aletícia

28/07/2022

3min

universal bebidas

Tadeu Alves de Melo, dirige com a esposa Aletícia, a Universal Bebidas e agora a Universal Alimentos, ambas em Atalaia, na Zona da Mata de Alagoas. O casal conta como tocam o negócio para crescer cada vez mais. Confira!

 

Hora de trocar de ramo

Formado no ensino técnico, com especialização em agropecuária, Tadeu, aos 23 anos e já casado, trabalhava como funcionário de uma empresa revendedora de implementos agrícolas, na pequena Atalaia, cidade da Zona da Mata de Alagoas, a 50 km da capital Maceió.

Mesmo tendo um emprego fixo, ele achou que podia dar um jeito de complementar a renda. Por isso, conversou com a esposa Aletícia — que na época tinha uma loja de brinquedos — e, de olho no mercado local, resolveram trocar de ramo.

Abriram, então, um pequeno depósito de bebidas, com uma área inicial de cerca de 30m2. O negócio passou a ser cuidado pela esposa, enquanto ele continuava no emprego. Tadeu lembra até hoje da primeira venda. “Nosso primeiro faturamento foi R$ 7,30”, relembra.

 

Universal bebidas e alimentos: tudo em um só lugar

Com o tempo, o negócio prosperou. Primeiro, cresceu como Universal Bebidas. Depois, se transformou na verdade em um minimercado, que passou a vender também produtos de mercearia.

Tadeu diz, orgulhoso, que o slogan da empresa hoje é “tudo em um só lugar”. A área de vendas de 360 m2 — nos dois pisos — é mais do que dez vezes maior que a do início e a empresa já emprega 15 funcionários. Ah, e eles ainda vendem por telefone e entregam a domicilio, graças ao “caminhãozinho baú” adquirido pelo casal.

Tadeu e Aletícia já inauguraram a primeira filial, que nasceu com o nome de Universal Alimentos. A nova loja é um verdadeiro mercado “com a nossa cara e quatro check-outs e que, nos primeiros dias, já vendeu bem acima da expectativa”, conta.

Cliente do Atacadão deste o primeiro dia, Tadeu diz que vai à loja, no mínimo, três vezes por semana. “Vou na Tabuleiro (perto do Aeroporto), ou na da praia, que é muito boa”. O empresário e comerciante diz que adora o Atacadão pela variedade e pelos preços e que o segredo “é sempre comprar em volumes maiores para conseguir uma melhor negociação.”

Deixe uma resposta

Página Inicial