História do Atacadão

02/09/2021

10min

historia-do-atacadao

O Atacadão comemora quase 60 anos de história com uma trajetória de expansão raramente vista no varejo brasileiro. Hoje, já são mais de 230 unidades em todos os estados do Brasil, de Roraima ao Rio Grande do Sul, entre lojas de autosserviço e atacados de distribuição. Conheça aqui nossa história!

Como tudo começou

Você vai toda a semana ao Atacadão, às vezes quase todos os dias. Tem sua loja de preferência, convive com o pessoal de atendimento, é freguês! O que às vezes nem todos sabem — e esta é uma boa oportunidade para contar — é que esta história começou em Maringá, no Norte do Paraná, em 1962.

Naquele ano, o gaúcho Alcides Parizotto, nascido na cidade de Getúlio Vargas, criou uma firma individual — a Alcides Parizotto Comércio e Representações — e iniciou suas atividades com representação comercial atacadista de produtos alimentícios, como queijos e sardinha salgada.

Em pouco tempo, conseguiu ampliar o mix de produtos vindos do sul e passou a vender também banha, cereais e vinhos. As primeiras atuações da empresa tinham como foco a inserção de produtos gaúchos, especialmente de cooperativas, em vários mercados pelo Brasil, o que proporcionou a incorporação de outros produtos representados, oriundos de diversos cantos do país.

O negócio do gaúcho Alcides Parizotto cresceu rápido

Logo, Parizotto alcançou, com o apoio de seus colaboradores Waltermino Pereira da Silva e Paulo Rubens de Lima, uma boa posição no mercado, o que exigiu a reestruturação da empresa.

Em 1967, foi então constituída a sociedade Parizotto & Cia Ltda., com os três sócios Alcides, Paulo e Pereira, que passaram a administrar os negócios. Em um armazém bem maior, com cerca de 1.000 m², a nova empresa passou a vender por conta própria.

A atividade se desenvolveu e alcançou regiões distantes, no Paraná e fora dele. A expansão exigiu novas mudanças nas instalações, resultando na aquisição e reforma de um armazém localizado na Rua Fernão Dias, ainda em Maringá, onde até hoje funciona uma das lojas do Atacadão.

A empresa conquista a maior capital do Brasil

Aos poucos, a empresa Atacadão alcançou novos mercados, como os das vizinhas Cascavel e Umuarama, além de cidades mais distantes como Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. 

Ao mesmo tempo, é instalado um armazém, responsável pelo trânsito da mercadoria, no maior centro comercial do país, São Paulo.

No final dos anos 70 e início dos anos 80, dois importantes profissionais são inseridos na sociedade da empresa, Farid Curi e Herbert Schmeil, que passam a desenvolver a gestão administrativa e comercial. 

Até que, com a ampliação das atividades no mercado paulista, e o consequente aumento do potencial de compra e distribuição, os sócios decidem transferir a sede administrativa para São Paulo.

O Atacadão se estabelece em SP

Nesta época, também se destaca a aquisição da empresa Filozam, uma companhia de renome e com bastante tradição no ramo atacadista da cidade, com sede na Rua Mendes Caldeira (SP).

Esse foi um marco importante, pois adicionou um negócio complementar em plena atividade e significou avanço e consolidação do nome Atacadão na capital paulista.

Logo no começo dos anos 80, a empresa implantou, em São Paulo, sua nova sede administrativa, com um prédio projetado para abrigar mais uma loja de autosserviço, um armazém e áreas corporativas, onde até hoje está sediada a Matriz do Atacadão.

Expansão pelos estados brasileiros

Em 1981, com o crescimento dos negócios, o Atacadão dá mais um grande passo para ampliar sua presença no país e instala escritórios regionais próprios e de representação em seis estados, Rondônia, Pernambuco, Piauí, Bahia, Minas Gerais e Goiás, além do Distrito Federal.

Equipes locais passaram a atender aos clientes, mandando os pedidos para a sede, em São Paulo, que enviava as mercadorias aos compradores.

O autosserviço é iniciado em 1984 em Campo Grande (MS) como teste com grandes corredores e produtos em fardos, definido pelo fundador Alcides Parizotto como o modelo que seria “o futuro do atacado”.

O projeto foi um sucesso e se expandiu por São Paulo, já em 1985, além de outras unidades em Maringá e Londrina (PR) e em Cuiabá (MT).

Preço baixo e bom atendimento: marca registrada do Atacadão

A ideia central sempre foi acreditar que se o cliente gosta, volta e recomenda. Com uma equipe atenta, preços baixos, diversidade de produtos e lojas com estacionamento, o Atacadão passou a atrair cada vez mais clientes.

Em 1990, passou a enviar mala-direta a clientes com anúncios e promoções. Em 1991, o fundador, Alcides Parizotto, deixou o Atacadão de forma amigável. A empresa seguiu seu caminho e, em 1994, aumentou sua oferta de produtos no autosserviço, passando a oferecer também produtos perecíveis.

A partir de 1996, são oficialmente definidos os compromissos, a missão, o jeito de ser e os objetivos da empresa, além de serem criados programas para contribuir com o desenvolvimento das pessoas e do próprio negócio.

Embora as mercadorias já fossem entregues em todo o país, o Atacadão continua direcionando investimentos para estar mais perto dos clientes. Entre 2000 e 2007, a rede inaugurou 23 novas lojas em seis estados e em Taguatinga, no DF, iniciando as operações em três deles, Pernambuco, Bahia e Rio Grande do Norte.

Modelo de negócio internacional

Em 2007, quando contava com 34 lojas, o Atacadão iniciou um vigoroso projeto de expansão. A partir daí, fruto de grandes investimentos, iniciou-se um círculo virtuoso de grande crescimento em número de lojas em todo o Brasil e também no exterior. 

O modelo foi exportado para países como Colômbia, Argentina, Romênia e Espanha – com a utilização de outras marcas –, e especialmente para o Marrocos, no continente africano, onde hoje já existem 12 lojas com a bandeira Atacadão. 

Presente nos 26 estados do Brasil

No Brasil, em 2009, o Atacadão contava com mais de 50 lojas de autosserviço e o número de colaboradores havia subido de 7,8 mil para 17,8 mil. Mas foi nos últimos anos que o crescimento se deu de modo muito significativo.

Desde 2015, com a inauguração da loja de Boa Vista, em Roraima, o Atacadão passou a ser uma das poucas empresas brasileiras com atuação presencial em todos os 26 estados do país, além do Distrito Federal, com atuação em nada mais, nada menos, do que 160 municípios brasileiros.

O Cartão Atacadão foi criado em 2017, inovando mais uma vez, com o lançamento do cartão de crédito próprio. O cartão é aceito em todas as lojas da rede e oferece muitas vantagens. Além de ser, também, um cartão de crédito internacional, que pode ser utilizado para compras em milhares de outros estabelecimentos no Brasil e no exterior. 

Atacadão: o maior atacadista nacional

Hoje, o Atacadão é o maior mercado atacadista brasileiro em número de lojas e, segundo a Revista Exame, uma das maiores empresas do Brasil com seus atuais cerca de 60 mil colaboradores.

Com comportamentos organizacionais bem definidos, um espírito de família mantido desde a fundação da empresa, um jeito simples, objetivo e muito foco na satisfação de seus clientes, a família Atacadão constitui uma empresa que se diferencia das demais por ter alma, e por ter sido construída e mantida por homens e mulheres, exemplos de profissionais em todos esses anos de história.

Como sempre diz Müssnich, CEO do Atacadão por 21 anos e agora, executivo do Grupo Carrefour Brasil: “Cada loja que abrimos em uma nova cidade do país ajuda a promover o progresso local com a geração de centenas de novos empregos diretos e indiretos. Oferecemos sortimento, eficiência e, principalmente, preços competitivos, reforçando nosso compromisso em ser o melhor parceiro do comerciante e do consumidor brasileiro, atendendo milhões de clientes em todo o Brasil.”

Deixe uma resposta

Página Inicial